Blog

26/02/2021

Coxinha e risoles não há quem não tenha experimentado!

Consumidos em festas de aniversário, confraternizações e reuniões, os salgadinhos são aperitivos fritos ou assados com diversos recheios. Apesar de existir vários salgados diferentes, a coxinha e o rissoles são os mais populares nas festas. 

Acredita-se que a base dos salgados empanados seja o croquete, que no começo do século XX foi introduzido nos Países Baixos pelo padeiro Kwekkeboom, holandês que morou na França. Em 1909 ele chegou a receita de croquete recheado, adaptado dos bolinhos franceses que usavam todos os tipos de recheio.

A massa dos salgados é basicamente sempre a mesma, mas apesar do que todo mundo diz, a massa de rissole é diferente da massa de coxinha.

Coxinha

A coxinha tem sua origem no século XIX durante a industrialização de São Paulo, para ser comercializada como um substituto mais barato e mais durável às tradicionais coxas de galinha que eram vendidas nas portas das fábricas. De São Paulo, a receita rapidamente se espalhou pelo restante do Brasil, já sendo popular no Rio de Janeiro e no Paraná na década de 1950.

Rissoles

Apesar do nome o rissoles não surgiu na França. Documentos históricos mostram que o salgado surgiu na China. Livros e relatos do século 14 contam que os jesuítas, que muitas vezes acompanhavam os portugueses até o Oriente, gostaram de uma iguaria chinesa feita com massa de arroz e pegaram emprestado a ideia. Como a viagem de volta para casa era longa, eles foram mudando a receita aqui e ali: ao invés do arroz, preferiram fazer a massa à base de farinha de rosca (para fritar) e ovos. Para rechear, um ingrediente muito usado em Portugal: amêndoas.

A receita tradicionalista da massa leva: leite, manteiga, temperos e farinha de trigo,

E suas variações adicionando batata inglesa, batata baroa , batata doce e até mesmo o aipim.

A quem prefira as versões fitness que são assados.

E também aqueles que adoram uma versão mais gourmet, inovando nas variações de recheios que podem ser diversas. 

Na Saint Georges temos um segredinho, além de ser 100% artesanal, a nossa é feita com uma mistura de batata na massa a que a torna mais cremosa e nos recheios não usamos nada além de cebola, tomates frescos e cheiro verde.

Temos as opções de recheio na coxinha –  de frango e catupiry ou apenas frango

No risoles –  de carne e palmito.

Se você tem uma receita  especial e quiser compartilhar vamos adorar fazer e dar o seu nome!!!

Leia a nossa última publicação no blog: A História do Empadão

Voltar

Compartilhe

 

Fale conosco
Fale conosco